Procedimento

A saúde bucal não envolve só os cuidados com os dentes. Você precisa também se preocupar com a gengiva, pois se ela estiver com algum problema, como a gengivite, e se evoluir para uma periodontite pode causar problemas sérios, até a perda do dente.

Mas como isso acontece? No contato entre a gengiva e o dente encontra-se o sulco gengival, uma leve cavidade em formato de “v”. Em uma gengiva saudável esse sulco é bem sutil, com cerca de 2mm aproximadamente e onde bactérias podem ficar alojadas. A gengivite provoca o aumento desse sulco, em consequência, aumenta a área para as bactérias e restos de comida se alojarem. Se a higiene bucal não for bem feita, acaba formando uma bolsa e e depois, a placa bacteriana. A gengiva fica inchada, avermelhada e bastante sensível, podendo até sangrar durante a escovação. Não é raro ela se retrair, expondo ainda mais o dente.

Se a gengivite não for tratada, pode evoluir até a periodontite que acarreta na inflamação e infecção dos ligamentos e ossos que sustentam os dentes. Por isso em casos mais graves pode ocorrer sua perda.

Como é tratada a doença periodontal?

Prevenir é o melhor tratamento. Ao primeiro sinal de que a gengiva está sensível e dolorida, muito avermelhada ou então com sangramento ao escovar os dentes, procure um profissional. Quanto mais cedo for diagnosticada a doença, mais fácil será o tratamento.

O periodontista (profissional da odontologia especializado no assunto) retira a placa bacteriana e o tártaro acumulados abaixo da linha da gengiva fixados no dente, por meio de uma raspagem com um limpador ultrassônico. Depois, a raiz do dente é alisada e planificada, esse procedimento permite a cicatrização do tecido da gengiva e evita que acumule novas placas e tártaros.

Na periodontite, o quadro é mais grave e o ligamento periodontal (que une o dente ao osso) e o osso alveolar já devem estar comprometidos. Será preciso fazer uma cirurgia para retirar as bolsas mais profundas, limpar o local e se o dente estiver solto, são colocados suportes para que não caiam.

Em casos gravíssimos, o periodontista pode recomendar a extração do dente atacado e até os que estão próximos para evitar que a doença se espalhe para eles.

Resultados

Após passar pelo tratamento com o periodontista, os dentes voltam a ser saudáveis. Mas como já foi dito, a prevenção é a melhor forma de evitar a doença e os procedimentos são: fazer uma boa higiene bucal após as refeições para evitar o acúmulo de comida entre os dentes e a proliferação de bactérias. Utilizar fio dental para retirar resíduos entre os dentes e fazer um bochecho com enxaguante bucal para eliminar quaisquer indícios de bactérias.

A prevenção também recomenda passar por uma consulta a cada seis meses com o dentista para retirar a placa bacteriana e o tártaro. Aproveitar para verificar o aspecto geral. Até mesmo quem está com os dentes e gengivas saudáveis deve sempre marcar uma consulta anual para ver se a saúde bucal está em dia.

Agende uma consulta